Coluna 1

Norberto Keppe

  • "Educar é conduzir o indivíduo a se conhecer ? uma utopia possível."

    Norberto Keppe

  • "Somente a estética é capaz de colocar o ser humano dentro da realidade, que não existe ainda ... estou dizendo que é pelo sentimento unido ao intelecto que a verdade entra na civilização. Livro: Sociopatologia"

    Norberto Keppe

  • "Posso afirmar que todo o conhecimento vem da vibração interna do ser humano, ao entrar em ressonância com a externa - que pode ser sensorial, mas muito mais alta com a espiritual, no nível dos anjos e do próprio Ser Divino."

    Norberto Keppe

  • "A arte é a apreensão imediata do que está na mente do Criador ? para não dizer que a estética é o que reflete melhor a realidade divina na terra.? Livro: Sociopatologia"

    Norberto Keppe

  • "Toda pessoa que não vive a transcêndencia está fora da realidade, o que importa dizer que existe uma batalha contra o espiritual - com a tentativa de permanecer só no elemento sensorial."

    Norberto Keppe

  • "Qualquer estudo que se faça da patologia individual e social, tem de partir dessa premissa, de que somos criaturas que teimam em continuar decaídas de sua estrutura original, verdadeira e superior."

    Norberto Keppe

  • "Uma orientação pedagógica errônea aumenta sobremaneira a patologia do ser humano, na conduta que denominei de sociopatológica."

    Norberto Keppe

  • "A humanidade está aleijada porque não desenvolveu sua estética e os artistas também estão doentes por não poderem participar da sociedade normalmente.? Sociopatologia"

    Norberto Keppe

  • "Quando o ser humano recusa essa energia começa a adoecer e perecer, inclusive caindo no tempo e espaço, ao brecar essa poderosa força escalar que contém tudo o que existe."

    Norberto Keppe

  • "O mal é a privação do bem ? se a pessoa não frear o bem, o mal não existirá."

    Norberto Keppe

  • "posso afirmar que todo o conhecimento vem da vibração interna do ser humano, ao entrar em ressonância com a externa - que pode ser sensorial, mas muito mais alta com a esperitual, no nivel dos anjos e do próprio Ser Divino."

    Norberto Keppe

  • "O que é bom na vida tem origem no bem e não no mal ? neste caso o campo da estética representa o que de melhor pode ser realizado dentro da humanidade.?"

    Norberto Keppe

  • "O que é bom na vida tem origem no bem e não no mal ? neste caso o campo da estética representa o que de melhor pode ser realizado dentro da humanidade.? Livro: Sociopatologia"

    Norberto Keppe

  • "Esse é o grande problema da humanidade, de não usar suas virtudes para realizar o bem - é claro que mesmo não tendo os dons de um grande gênio, cada pessoa tem suas virtudes incomparáveis."

    Norberto Keppe

  • "A ideia geral que se tem é que somos perfeitos e de vez em quando cometemos alguns erros - e não que somos defeituosos o tempo todo, mas poderemos em grande parte corrigi-los através do esforço da vontade."

    Norberto Keppe

  • "A identificação com Deus constitui o caminho mais incrível que o ser humano pode escolher, porque o introduz na maioria dos místerios divinos, como até mesmo o conhecimento do passado e do futuro."

    Norberto Keppe

  • "O homem é um doente perambulando pela vida desde que nasce, como se fosse um ébrio- de vez em quando vai ao médico, assustado com algum sintoma, que sendo escondido pelos remédios se acalma."

    Norberto Keppe

  • "Não podemos nos esquecer que na estrutura essencial contemos todo o bem, verdade e estética, sendo a conduta que parte daí, sempre gentil, generosa e amável - portanto, agir ao contrário, desordenadamente, é sempre sinal de enfermidade."

    Norberto Keppe

  • "Esses fenômenos denominados de extra-sensoriais são justamente os mais comuns e constantes, parecendo que seriam fatos fora da realidade - e na verdade são os mais reais, e que conduzem a humanidade."

    Norberto Keppe

  • "A conscientização da inveja é tão poderosa, que só o fato de percebê-la faz com que o ser humano0 retorne em grande parte à sua posição original - readiquirindo em parte o bem que havia deixado, e até mesmo entrando em maior contato com o divino."

    Norberto Keppe

Coluna 3